Vídeo: a bordo do Orient-Express, de Londres a Veneza

Fui convidado pela Belmond, antiga Orient-Express, para embarcar no lendário trem da companhia, de Londres até Veneza.

Eu tinha uma vaga ideia do que seria a viagem, que, aos poucos, foi me enchendo os olhos a cada momento do percurso de uma noite e dois dias inteiros.

O trem impressiona pela beleza dos vagões, sua impecável e muito bem conservada marcenaria, sua prataria e cristais reluzentes, e três elegantíssimos vagões-restaurantes, onde as porcelanas combinam com a decoração.

É o glamour de uma viagem de volta ao passado, onde não existe pressa para se chegar ao destino. O trem em questão não é um meio de transporte e, sim, o produto principal, a razão de viajar.

Essa razão fica clara ao observar o movimento dos passageiros e ter uma conversa aqui, outra acolá, com alguns casais. O motivo de estarem ali é celebrar um momento especial.

Celebração é a palavra-chave e o staff do trem consegue fazer isso de forma mágica. A maioria é de origem italiana e está elegantemente uniformizada. Todos distribuem sorrisos e alegria do começo ao fim do percurso.

A viagem é feita em dois trens. O primeiro, o Belmond British Pullman, sai da Victoria Station, em Londres, e vai até o Sul da Inglaterra. Logo na entrada, um superbrunch espera os passageiros dentro de suas cabines.

A travessia do Canal da Mancha é feita pelo Eurotunnel, dentro de um ônibus de luxo que segue até Calais, no Norte da França, para o embarque no tão esperado Orient-Express. Dali, uma viagem sem paradas até Paris, onde outros passageiros embarcam à noite.

A cabine é compacta e as camas são confortabilíssimas. Tive uma noite de muito sono até acordar na Suíça, onde a paisagem é deslumbrante. O café da manhã é servido de acordo com o horário que você acorda, pelo seu camareiro, dentro da cabine. Muito bacana!

Reservar o trem com antecedência é extremamente recomendando. Para quem quiser uma viagem mais curta, recomendo embarcar em Paris e ir até Veneza. Pode ter certeza de que esse será um programão.

O preço da viagem que fiz é de 2.129 libras. Mas a experiência pode ser mais barata, por exemplo, no trecho Paris-Londres, a 520 libras. Uma vez por ano, em agosto, há a rota Paris-Budapeste-Bucareste-Istambul, em seis dias de viagem, por 7.326 libras. Todos os preços são por pessoa, em cabine dupla.

Confira, a seguir, o vídeo com a minha experiência completa no trem e aproveite para se inscrever no canal Carioca NoMundo, no YouTube.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *