Por dentro de Beirute

I wanna wake up in a city that doesn’t sleep! Frank Sinatra que me desculpe, mas se existe uma cidade que não dorme o nome dela é Beirute. O Líbano está bombando! Só que não são mais as bombas que aterrorizaram por tantos anos a cidade conhecida como a Paris do Oriente Médio, e, sim, uma explosão de alegria, de festa e de badalação por todo lado. Eu sou fã!

 

E aí… Como é que é lá?

  • Festa todo dia! Costumo dizer que nenhum amigo(a) pode se casar sem antes visitar Beirute. É a melhor noite do Mediterrâneo, então, divirta-se!
  • A noite começa tarde e emenda com o café da manhã, lá pelas 9h. Fôlego! Durma quando voltar para casa!
  • Não espere encontrar um país muçulmano: 45% da população é cristã.
  • Os libaneses são, em sua maioria, trilíngues: falam inglês, francês e árabe.
  • Nem perca tempo em trocar dólares por moeda local. Até no caixa do supermercado você pode pagar em moeda americana.
  • Peça um transfer para o seu hotel na chegada. Os táxis do aeroporto são a maior furada!
  • O Líbano é seguro? É, sim! Não há assaltos e nem violência em tempos de paz.
  • Quase todo mundo tem um parente, um tio, uma prima que vive ou viveu no Brasil. São cerca de 5 milhões de libaneses lá e 7,5 milhões aqui. Sobrenomes conhecidos, como Maluf, Kassab e Temer, são libaneses.
  • Poucos lugares do mundo combinam montanhas nevadas com praias a apenas uma hora de carro.
  • Em visita às mesquitas, calça comprida e lenço para as mulheres. Tirar os sapatos na porta é obrigatório.
  • Os vendedores nas lojas são simpaticíssimos e todo lugar oferece tax free. É facílimo e funciona mesmo!
  • É gigante a concentração de marcas de luxo. Very chic!
  • No Oriente Médio, é comum voos chegarem e saírem de madrugada. Consulte sua tabela de milhagem, pois voos partindo do Brasil nem sempre são tão baratos para lá. Prefira comprar uma perna avulsa, partindo de Atenas ou Istambul, se for o caso. A cia. aérea nacional chama-se MEA.
  • Se você já esteve em Israel e tem um carimbo de lá no seu passaporte, espere a hora de tirar um novo antes de visitar o Líbano. Do contrário, você não entra no país.
  • Brasileiros são bem-vindos e não precisam de visto.
Colunas gregas
Colunas gregas em Beirute

Dicas de Beirute, depois me conta como foi…

  • O melhor hotel de Beirut é o Le Gray. Se o orçamento permitir, reserve uma corner suite. Use o serviço de carro do hotel. Por 10 dólares, você é transportado em Audis A8 pelas redondezas. Vale a pena.
  • O Four Seasons Beirut fica no Corniche, de frente para a Marina. A decoração não combina tanto com o prédio e não é a minha favorita. Porém, o serviço é ótimo.
  • Beirut Souks é uma espécie de shopping a céu aberto bastante chique. Se o Diabo veste Prada, ele certamente deu uma passada por ali. Vá ao supermercado do subsolo, ótimo para comprar doces árabes.
  • Não perca a mesquita Mohamed al-Amin: linda noite e dia.
  • Faça um Walk Tour, uma visita de 4,5 horas a pé para conhecer Beirute. Vale a pena!
  • Baalbek fica a 75 km de Beirute. O caminho até lá é meio chato. Mas a maravilha deixada pelo Império Romano merece ser visitada.
  • Vinhos libaneses são ótimos. E uma visita aos vinhedos é um programão.
  • Byblos é o porto mais antigo do mundo, com mais de 5 mil anos. Se você gosta de história, é um prato cheio. Mas, se o objetivo é visitar o tão falado mercado do lugarejo, prepare-se para uma rua de quinquilharias sem maiores atrativos.
  • Aproveite a ida a Byblos e dê um pulo nas célebres cavernas da Gruta Jeïta.
  • Tawlet é um restaurante árabe 100% orgânico tão bom que dá até arrepio. Vá no almoço. Já o Gordon’s Café reúne o beautiful people local na hora do almoço e tem um ótimo menu. Tente também o Indigo, mais formal.
  • Misto de lounge, bar, boate e restaurante a céu aberto, o Sky Bar foi eleito um dos três melhores clubs do mundo. Preciso dizer mais alguma coisa?
  • BO 18 e White devem fazer parte da sua lista noturna. Ambos são club/bars obrigatórios.
  • No rooftop da loja da Virgin, atrás do Le Gray, tem um belo bar para coquetéis no início da noite. Não deixe de registrar a vista deslumbrante da mesquita Mohamed al-Amin.
  • Beirute tem ótimos beach clubs com piscina à beira do Mediterrâneo, onde o dia começa e termina com festas badalas. Tente: La Suite Oceana Beach Resort, Edde Sands, St. George e La Plage.

 

Fuja das roubadas…

  • Todo guia manda visitar a American University em Beirute, mas não achei nada demais. Tipo a Pigeon Rock, uma pedra furada, no Corniche. Uma foto rápida e está tudo resolvido.
  • O trânsito de Beirute pode ser horrível a qualquer hora do dia e da noite. Saia com antecedência. Muita. Distância não é o problema, o problema são os carros na sua frente.
O trânsito em Beirute é de enlouquecer

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *