Por dentro de St. Barth

St. Barth, St. Bart ou St. Barths? As três abreviações de Saint Barthélemy, o território francês no Caribe, são válidas e não se preocupe muito com isso, o importante é ir! Definitivamente, é um dos meus lugares favoritos para férias.

É preciso admitir que os franceses têm um savoir faire admirável! E foi assim que eles fizeram de St. Barth a melhor ilha do Caribe, um paraíso tão espetacular que os 10 mil felizardos que moram lá vivem de bom humor, são sorridentes e sequer bufam, diferentemente dos compatriotas parisienses. Praticamente todos trabalham em torno do turismo de luxo, onde o desemprego é zero.

 

E aí… Como é que é lá?

  • Todos falam francês, a moeda é o euro e a capital é Gustávia.
  • Se quiser economizar, St. Barth não é o destino mais indicado.
  • O vinho nacional é francês, assim como os chefes de cozinha. Bon appétit!
  • Nessa ilha, não existem navios de cruzeiro… Boa notícia!
  • Nos meses de maio e junho, a ilha não está tão cheia e os preços são relativamente razoáveis.
  • Transporte público é uma coisa que não tem em St. Barth. Apenas táxis, que são poucos e muito caros.
  • Criminalidade zero, educação 10, simpatia do povo 1 milhão.
  • Praias divinas e serviço impecável.
  • São ecologicamente corretíssimos. Primeiro destino do Caribe a reaproveitar a água.
  • Você é brasileiro? Não precisa de visto!

 

Dicas de St. Barth, depois me conta como foi…

  • Reserve sua hospedagem antes do voo, pois os hotéis da ilha costumam lotar rápido.
  • Hotel para ficar: Cheval Blanc St. Barth Isle de France. Melhor praia da ilha, charmosérrimo, serviço ótimo e ponto final!

    Suite do Cheval Blanc
  • Villas and glam life? Sibarth Villa Rentals é a empresa certa para alugar sua villa com a mordomia que você merece: chef de cozinha, governanta, garçom, jardineiro…
  • Nham Nham! Restaurantes em St. Barth: 1) L’Isola. É o melhor italiano da ilha — faça reserva! 2) La Plage. Pé na areia, na beira do marzão azul, o lugar para ver e ser visto. 3) Le TI St. Barth. Visual cool à la cabaret para jantar. 4) La Case de L’Isle. Amo tudo nesse lugar, dia, tarde e noite. Lógico que você pode experimentar outros fora dessa lista, mas não deixa esses aqui escaparem, ok?

    O La Plage, na beira da praia
  • Alugue um carro, não é possível sobreviver sem um!
  • Saindo do Brasil, a American Airlines e a Copa oferecem boas conexões até a ilha próxima de St. Maarten (SXM).
  • De St. Maarten para St. Barth, o trajeto de 10 minutos é operado em bimotores pela Winair. Cuidado, pois excesso de bagagem não rola! E não tenha medo, pois as aeronaves são seguras. Do contrário, você vai penar de barco até lá.
  • Outra forma maravilhosa de ir: carona no jatinho dos amigos. Se tiver vaga para mais um, me chama!

Fuja das roubadas…

  • O barbecue de frutos do mar, à noite, no Nikki Beach não é lá grandes coisas…
  • A ilha vizinha, St. Marteen, é uma cabeçada. Uma pena, pois, apesar de linda, ela ficou tomada por megaresorts.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *