Vídeo: Noma, o melhor restaurante do mundo, em Copenhague

Ir a Copenhague com um chef de cozinha e não visitar o Noma é como não ir à Dinamarca. E lá estava eu acompanhado de Ricardo Lapeyre, do Laguiole, eleito pela Veja Rio chef revelação. Não deu outra: tive que reservar.

Pensei que conseguir uma mesa de última hora fosse missão impossível. Que nada! Entrei no site e lá mesmo cuidei de tudo.

A expectativa era imensa. Afinal, quase todo ano o Noma vem sendo eleito pela Restaurant Magazine o melhor do mundo. Na recém-anunciada lista dos 50 mais do planeta, em 2014, deu Noma de novo no primeiríssimo lugar.

A experiência é tão imperdível quanto cara. Uns mil dólares para duas pessoas, degustando 20 pratos, que podem ser harmonizados com vinhos orgânicos ou sucos.

Quanto aos vinhos, não amei tanto assim. Coisa de bicho-grilo demais para o meu gosto. A experiência do restô começa na chegada. Todos lá esperando você para saudá-lo pelo nome. Google and Facebook help! Isso é uma técnica usada pelos restaurantes de luxo para reconhecer a fisionomia de seus clientes antes de eles chegarem.

Cada prato é comentado tintim por tintim. O serviço é mágico, descontraído e despretensioso, como você verá nesse vídeo exclusivo  — aproveite para se inscrever no canal Carioca NoMundo, no YouTube.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *